Arquivo para junho, 2008

O Homem Duplo

Posted in Uncategorized on junho 18, 2008 by Carlos Corrêa

You gonna read me my sins?


Rápido: Policial chapado investiga traficante chapado em filme chapado.

Buenas, larguei de mão os desenhos do Richard Linklater. Quando junta pseudo-filosofia com pretensão, fica brabo…

A trilha tem coisas estranhas do estranho Thom Yorke.

O diretor não precisava fazer mais nada depois de Antes do Amanhecer e Antes do Pôr-do-Sol. Mas foi lá e fez Escola do Rock, que é bem divertidinho. O mais recente dele é Nação Fast Food. Ah sim, Richard Linklater é o nome.

Uma cena: Os créditos finais.

O trailer engana, mas não muito.

Ah, vão adaptar também receita de bolo do Philip K. Dick?

Ela: Essa naba só serve mesmo para matar a saudade de nossa clepto preferida, a meiga Winona Ryder.

O Homem Duplo

Leva 4/10

Ultravioleta

Posted in Uncategorized on junho 18, 2008 by Carlos Corrêa

Watch me


Rápido: No futuro, rebelde gostosa, mas muuuuuito gostosa, mata meio mundo para proteger uma criança meio freak.

Buenas, o visual videogame é o que realmente chama a atenção – fora a Milla Jovovich, claro – e a história não perde em nada para a maioria desses filmes de ação futuristas que aparecem aí aos montes.

Mas não deixa de ser um genérico do Matrix. Só que ao invés do Keanu Reeves como personagem feminino, aqui eles têm a Millinha.

A trilha tem músicas chatas de videogame.

O diretor
atende por Kurt Wimmer e tem no currículo coisas como Equilibrium, que não faço idéia do que seja.

Uma cena: Millinha matando todo mundo no terraço só desviando dos tiros.

O trailer é honesto, apesar de longo. Mas ver o filme sem saber quase nada dele ajuda a ter uma melhor impressão do visual.

Ah, a versão do diretor era maior e mais pesada. O estúdio achou que ia perder dinheiro. Baixou a bola e diminuiu de 120 para 88 minutos.

Ela: Faltam “oooooo”´s para o gostoooooooosa de Milla Jovovich.

Ultravioleta

Leva 7/10

As Férias do Mr. Bean

Posted in Uncategorized on junho 18, 2008 by Carlos Corrêa

Oui


Rápido: Boca aberta ganha viagem de Londres até Cannes.

Buenas, não é de morrer rindo nem preza muito pela inteligência, mas se tu quer só se divertir um pouco, até vale…

Mas lá pelas tantas fica “família” demais com um princípio de drama desnecessário.

A trilha tem vários temas franceses e alguns rocks teens e chatos.

O diretor: Não vi mais nada de Steve Bendelack, que vem de uma carreira bem mais voltada à TV.

Uma cena: o número músical para ganhar uns pilas

O trailer periga ser até mais engraçado do que o filme, porque é mais curto. Igual, deixa com vontade de ver.

Ah, reza a lenda que o Mr. Bean hoje em dia trabalha na fronteira do Brasil com o Uruguai. Do lado de cá.

Ela: Só o Mr. Bean mesmo pra querer ser apenas amiguinho de uma gracinha como Emme de Caunes.

As Férias do Mr. Bean

Leva 7/10

Em Busca da Felicidade

Posted in Uncategorized on junho 17, 2008 by Carlos Corrêa

If you want somethin’, go get it. Period.


Rápido: Pai come o pão que o diabo amassou para conseguir criar o filho e conseguir um emprego

Buenas, é o filme dos sonhos do Supercine, com direito ao “baseado em fatos verídicos”. Passaria certo no sábado depois da novela. Se bem que o filme é bom…

Mas podia ser bem menos apelativo que já teria sofrimento suficiente

A trilha… bem, não lembro de nenhuma música na real, mas tem aqueles temas de gente dando certo no final das contas…

Uma cena: A entrevista de roupa suja.

Viu o trailer, quase viu o filme.

Ah, é o mesmo diretor do sensacional e quase-documentário-de-tão-verdadeiro O Último Beijo.

Ela: Ganha praticamente por W.O., já que concorre sozinha. Tivesse qualquer outra, batia Thandie Newton

Em Busca da Felicidade

Leva 7/10

Antes do Amanhecer

Posted in Uncategorized on junho 9, 2008 by Carlos Corrêa

If there’s any kind of magic in this world it must be in
the attempt of understanding someone sharing something.
I know, it’s almost impossible to succeed but who cares really?
The answer must be in the attempt


Rápido: Carinha convida guria bonitinha pra descer do trem com ele e passar o dia em Viena.

Vale por ser o melhor romance moderno e por não ter uma frase em vão em um roteiro perfeito.

A trilha tem pouca coisa, um que outro rock e muitos cravos.

Uma cena: A da cabine de música, com ambos desviando o olhar, ainda que ambos atraídos.

O trailer dá a impressão que é uma comédia romântica dos anos 90 (e Lemonheads na trilha só ajuda isso). Mas comédias romântica dos anos 90 eram boas, então na pior das hipóteses tu vai esperando um filme bom e ganha um genial.

Ah, os diálogos fluem tão bem que parecem feitos de improviso. Tsc tsc tsc. Roteiro. Todos eles.

Ela: Eu iria até Viena pela Julie Delpy.


Antes do Amanhecer

Leva 10/10

300

Posted in Uncategorized on junho 1, 2008 by Carlos Corrêa

Madness? This is Sparta!!!


Rápido: 300 soldados de sunga e capa enfrentam exército de soldados com correntinhas e brinquinhos.

Vale acima de tudo pelo aspecto visual, mas também pelas cenas de batalha e por não ter frescura em ser violento.

Mas impossível não ser mais afeminado.

A trilha tem umas coisas Enya misturado com umas guitarreiras.

Uma cena: Leônidas matando geral na primeira batalha.

O trailer é uma aula de um bom trailer: boas cenas, frases de impacto, expectativa sobre a história…

Ah, contagem dos corpos: 585 mortos.

Ela ganharia de qualquer forma porque concorre quase que sozinha. Mas precisariam 300 boas candidatas para bater Sarah Connor, Lena Headey.

300

Leva 7/10

Lost – 4ª temporada

Posted in Uncategorized on junho 1, 2008 by Carlos Corrêa

Hey, Aaron


Rápido: Sobreviventes de desastre aéreo tentam sair de ilha estranha.

Vale por ter sido inegavelmente a melhor temporada até aqui, com pelo menos 12 dos 14 episódios sendo muito bons.

Mas apesar da temporada ter sido melhor, nenhum episódio conseguiu superar o fantástico season finale da 3ª.

A trilha é a mesma coisa de sempre, com a diferença que se no ano passado rolou um Nirvana no Season Finale, esse ano foi um Pixies.

Uma cena: O final do episódio da Kate.

Ah, serão oito longos meses.

Ela: A ruivinha que entrou esse ano é bem gata, a doutoura tem lá seu charme, assim como a Penny, mas não adianta. Cada vez mais linda, cada vez mais perfeita, nossa musa-mor, Evangeline Lilly.

Lost – 4ª temporada

Leva 9/10